QUEM SOMOS

O COLETIVO NUVEM NEGRA é uma potência autônoma de alunos e ex-alunos negros da PUC-Rio que reconhecem em si a necessidade de articulação comum. Compartilhamos a resistência, o afeto e o fortalecimento negro dentro e fora da universidade. Atuamos em várias frentes:

PROPAGAÇÃO DO CONHECIMENTO NEGRO

Levantamos discussões, intervenções, ações culturais, palestras, Workshops, minicursos, cine-debates, entre outras atividades dentro e fora das universidades. Um dos intuitos é visibilizar o pensamento e a pesquisa de intelectuais negros, que a sociedade brasileira hierárquica, desigual e discriminatória negligência. As nossas histórias precisam ser contadas a partir de um olhar descolonizado.  


ACOLHIMENTO

Os encontros de acolhimento são frequentes e em alguns casos fundamentais para a permanência de alunos negros na universidade. Compartilharmos nossas vivências e nos unimos para enfrentar as dificuldades. Esse momento acaba sendo também uma plataforma para apostarmos nas ideias de cada um.


COMBATE AO RACISMO

Um de nossos propósitos é o combate ao racismo, que atinge os negros de forma física, mental, epistêmica, cultural, religiosa e simbólica. Pensamos em ações que despertem nas pessoas de todas as raças ou cor a vontade de promover mudanças em prol da igualdade racial.

 

HISTÓRIA

O Coletivo nasceu da necessidade de representatividade no espaço acadêmico. Infelizmente ainda não é significativo, comparado à população negra no Brasil, o número de alunos e professores negros dentro das instituições de ensino superior no país. No dia 19 de março de 2015 aconteceu o evento “Lélia Gonzalez: O feminismo negro no palco da História”, na PUC-Rio, e três alunos de Ciências Sociais ficaram extremamente incomodados pelas ementas dos cursos negligenciarem essa intelectual, que foi diretora do departamento de Ciências Sociais na PUC-Rio. No mesmo dia, eles criaram um grupo no WhatsApp para discutir essas e outras questões. A primeira reunião presencial aconteceu no dia 1º de abril de 2015, no Centro Acadêmico de Ciências Sociais (CASOC), com 13 alunos negros de diferentes cursos da PUC-Rio. Nessa reunião foi escolhido o nome Coletivo Nuvem Negra, que é carregado de significados.

 

ORIGEM DO NOME NUVEM NEGRA

O Coletivo leva no nome a metáfora da nuvem que concentra as trovoadas, raios e tempestades de Xangô e Iansã; a nuvem que ‘representou’ o Deus do povo hebreu no deserto; a nuvem de ideias que subvertem a realidade do senso comum e acumula nossos dados e memórias virtuais.