A Flip da “diversidade” foi representativa?